Empresa diz que vai analisar os fatos e tomar medidas cabíveis.
Lanchonete investigada fica na Vila Mariana, Zona Sul da capital.

Do G1 São Paulo

A Polícia Civil investiga uma unidade do Habib’s na Vila Mariana, Zona Sul de São Paulo, por furto de água. Nesta terça-feira (9) agentes da Delegacia de Investigações sobre Crimes contra Órgãos Públicos, do Deic, descobriram que a lanchonete, que fica Rua Conselheiro Rodrigues Alves, utilizava um dispositivo capaz de travar o hidrômetro e, assim, impedir que o aparelho registrasse o real consumo de água. O aparelho foi apreendido.

Em nota, a assessoria do Habib’s informou que “não teve conhecimento prévio a respeito dos fatos informados” e que “vai apurar as informações junto aos envolvidos e à unidade franqueada”.
A empresa acrescenta que “vai analisar os fatos e tomar as medidas legais cabíveis ao caso”. “A Rede possui um rígido código de conduta operacional junto aos seus franqueados e que prima pela ética e respeito nas relações com seus parceiros, fornecedores e público em geral.”
Os policiais foram acionados pela Companhia de Saneamento Básico de São Paulo (Sabesp) após técnicos constarem que o estabelecimento, que tem 30 funcionários e que atende centenas de pessoas, mantinha um consumo de água equivalente ao de uma residência com cinco pessoas.

De acordo com o Deic, um supervisor do Habib’s disse aos agentes que desconhecia o esquema. Ele acrescentou que vários profissionais se revezam na mesma função durante o dia. Os responsáveis, logo que identificados, serão indiciados por furto qualificado.
“Com o esquema, os lucros certamente eram muito maiores do que se eles tivessem que pagar a conta certa”, disse o delegado Walter Romero Ferrari. Ele ressaltou que lanchonetes utilizam muita água na lavagem de pratos e talheres e nos banheiros. “É a tal ‘lei de Gerson’. A ideia é sempre ganhar vantagem em tudo.”

Extraído de: http://g1.globo.com/sao-paulo/noticia/2016/08/policia-investiga-furto-de-agua-em-unidade-do-habibs-em-sp.html